Campanha alerta sobre os perigos do uso de linhas cortantes em Minas Gerais
24/07/2020 15:31 em Regional

 

Nesta época do ano com os ventos mais fortes, é comum a brincadeira de empinar pipas. Mas para que a diversão não termine em tragédia, a população precisa respeitar alguns cuidados. As forças de Segurança Pública de Minas Gerais iniciaram, nesta semana, uma campanha online com o intuito de alertar a população sobre os riscos do uso de cerol e linha chilena e incentivar a denúncia do comércio ilegal desses materiais. 

Batizada de "A Vida por um Fio", a campanha é fruto de uma parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) com a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar. A iniciativa, lançada nesta quinta-feira, (23/7), conta com vídeo e peças gráficas com alertas e dicas de segurança que serão divulgados pelas redes sociais da Sejusp e das demais forças.

O objetivo é minimizar os acidentes envolvendo linha chilena e cerol e também fazer com que mais pessoas denunciem o comércio ilegal de linhas cortantes em todo o Estado, por meio do Disque Denúncia Unificado (DDU), o 181.

A multa para quem for flagrado vendendo linhas cortantes varia de R$ 3.590 a R$ 179 mil (para casos de reincidência). Já quando a linha cortante apreendida estiver em poder de criança ou adolescente, seus pais ou responsáveis legais serão notificados da autuação e o caso será comunicado ao Conselho Tutelar.

Texto: ASCOM/Felipe Avelino (Modificada)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!